Glucomanano: o que é, para que serve e benefícios

Nas últimas décadas, o glucomanano foi introduzido nos mercados europeus e americanos como aditivo alimentar e suplemento dietético. Vamos conhecê-lo melhor.

O que é o glucomanano?

O glucomanano é uma fibra dietética benéfica, solúvel e fermentável que provém da planta de konjac (Amorphophallus konjac), especificamente da sua raiz.

A planta de glucomanano é nativa da Ásia Oriental. A parte comestível da planta de konjac é a raiz ou cormo, da qual deriva o pó de glucomanano. O cormo de konjac é semelhante a um inhame (tubérculo) de forma oval.

Raiz de Konjac
Raiz de Konjac

É quase inteiramente de fibra com apenas um pouco de amido. Para que a raiz de konjac se torne comestível, é primeiro seca e depois moída até se tornar um pó fino. O produto final é uma fibra dietética chamada farinha de konjac, também conhecida como pó de glucomanano.

Estudos científicos actuais revelaram que a suplementação com glucomanano konjac pode baixar significativamente o colesterol plasmático, melhorar o metabolismo dos hidratos de carbono, encorajar os movimentos intestinais e promover um intestino saudável.

Uma das razões pelas quais algumas pessoas podem estar familiarizadas com o glucomanano é porque este é comercializado pela sua capacidade de promover a perda de peso. Basta procurar por “glucomanano suplemento” e verá que lojas como a Prozis, a Wells ou a MyProtein já estão a vender esta fibra vegetal.

Existem vários comprimidos para emagrecer que usam glucomanano nos seus ingredientes e até mesmo como ingrediente principal. Mas é importante saber que a perda de peso com glucomanano apenas é possível se também levar um estilo de vida saudável, sendo que é extremamente importante escolher o produto certo e tomá-lo de uma forma segura.

A fibra da raiz de konjac também tem muitos outros benefícios surpreendentes para a saúde, que vamos explorar mais abaixo, e não há muitos efeitos secundários do glucomanano, mas o mais perigoso (asfixia) é possível, se bem que raro e evitável.

Sem sabor, o glucomanano em pó pode ser adicionado aos smoothies e ser utilizado para fazer uma massa com muita fibra. Se ainda não a está a utilizar, vamos explorar as razões pela quais pode querer tornar-se um consumidor desta fibra vegetal asiática.

Para que serve o glucomanano?

As pessoas na Ásia Oriental utilizam o glucomanano, também conhecido como fibra de konjac ou pó de glucomanano há milhares de anos, tanto como alimento como medicina tradicional, para tratar a asma, dores de peito, tosse, hérnias, queimaduras e várias doenças de pele.

Como qualquer fibra, o glucomanano contribui para um sentimento de saciedade depois de comer, mas o que o torna interessante para os cientistas são as capacidades extraordinárias de absorção de água que ele evidencia – é capaz de absorver até 50 vezes o seu próprio peso em água!

O glucomanano é frequentemente utilizado como agente de volume em alimentos, aparecendo como E425 nos rótulos dos alimentos. Também está disponível na forma de cápsulas e em pó, e é adicionado a alguns alimentos dietéticos, como massas.

Extração de glucomanano da raiz de Kojac
Extração de glucomanano da raiz de Kojac

Benefícios do glucomanano para a saúde

1) Perda de peso

A fibra da raiz de konjac tem um teor muito baixo de calorias, mas é muito rica em fibras. Semelhante a muitos vegetais, esta é uma combinação que promove uma linha de cintura saudável. É claro que o resto da sua dieta tem de ser saudável, e também precisa de fazer exercício regularmente.

Consumir glucomanano pode ajudar a perder peso, promovendo uma sensação de plenitude ou saciedade, o que o torna menos suscetível a comer em excesso.

Num estudo de 2005, 176 pessoas saudáveis com excesso de peso foram designadas aleatoriamente para ingerir quer um suplemento de fibras quer um placebo enquanto faziam uma dieta de restrição calórica. Os suplementos de fibras eram ou glucomanano, glucomanano e goma de guar, ou glucomanano com goma de guar e alginato.

Todos os indivíduos consumiram uma dieta equilibrada de 1.200 calorias, mais o suplemento de fibras ou um placebo. Após um período de observação de cinco semanas, os investigadores descobriram que todos as pessoas que tomaram suplementos de fibras (glucomanano) mais a dieta controlada tiveram uma diminuição de peso em comparação com os que fizeram uma dieta de placebo sem suplementos.

A conclusão principal foi que o glucomanano produziu uma redução do peso corporal em indivíduos com excesso de peso, mas também foi notado que as pessoas que tomaram extras (goma de guar e alginato) não tiveram qual perda de peso adicional quando comparados com os que só tomaram glucomanano.

Do lado oposto, alguns estudos, como um de 2012 publicado no Journal of the American College of Nutrition, não demonstraram que a ingestão de glucomanano levou a uma perda de peso estatisticamente significativa, se este não for combinado com uma alimentação saudável.

Contudo, é seguro dizer que o glucomanano pode ser eficaz para promover a perda de peso quando combinado com um estilo de vida com foco na redução de peso, incluindo uma dieta saudável e exercício físico regular.

2) Prebiótico Natural

Os alimentos probióticos são certamente essenciais para a saúde intestinal e o bem-estar geral, mas são os prebióticos que realmente ajudam a “alimentar” os probióticos.

Os prebióticos – como o glucomanano, alho, cebola, tomate, banana, cevada, aveia, trigo, mel, aspargos e alcachofra – são tipos de compostos de fibras não digeríveis.

O glucomanano, como todos os prebióticos, passa pela parte superior do tracto gastrointestinal e não é digerido porque o corpo humano não o consegue decompor completamente. Mas uma vez que os prebióticos chegam ao intestino, estes são fermentados pela microflora intestinal, alimentando os probióticos.

O pó de raiz de konjac é um prebiótico que alimenta as bactérias amigáveis no intestino. Um estudo publicado em 2008 demonstrou que a suplementação com glucomanano aumenta a concentração fecal dos probióticos em geral, bem como de probióticos específicos como as bifidobactérias e os lactobacilos.

Porque é que isto é importante? A ingestão mais elevada de prebióticos está ligada a vários benefícios, incluindo:

  • menor risco de doenças cardiovasculares
  • níveis de colesterol mais saudáveis
  • melhor saúde intestinal
  • melhor digestão
  • menor resposta ao stress
  • melhor equilíbrio hormonal
  • função imunitária superior
  • menor risco de obesidade e aumento de peso
  • inflamação inferior e reacções auto-imunes

O facto de a raiz de konjac ser um prebiótico é uma das razões pelas quais tem o próximo benefício.

3) Alívio da prisão de ventre

A prisão de ventre é um problema comum normalmente causado por uma dieta pobre em fibras, desidratação e falta de exercício.

Vários estudos têm demonstrado que o glucomanano pode ser útil para a obstipação. Quando consumido, o pó funciona como um prebiótico no seu sistema, o que é muito útil para promover movimentos intestinais saudáveis.

O glucomanano é considerado um laxante natural de formação a granel, o que significa que a sua ingestão é capaz de promover fezes maiores e mais volumosas que passam mais facilmente através do intestino. Também encoraja um tipo de fezes que requer menos esforço para expelir.

Um ensaio preliminar e uma série de ensaios em dupla ocultação constataram que o glucomanano é um tratamento eficaz contra a obstipação. Para indivíduos com prisão de ventre, o glucomanano e outros laxantes de formação a granel normalmente encorajam um movimento intestinal 12 a 24 horas após a ingestão. Estudos demonstraram que três a quatro gramas são eficazes para a obstipação.

Um estudo de 2008 descobriu especificamente que uma dose modesta de um suplemento de glucomanano konjac encorajou os movimentos intestinais em adultos com prisão de ventre em 30% e melhorou a ecologia do intestino.

4) Baixa o colesterol

Uma análise sistémica de 14 estudos com glucomanano foi publicada no American Journal of Clinical Nutrition, e revelou que o uso do glucomanano teve efeitos benéficos significativos no colesterol total, colesterol LDL, triglicéridos, bem como no peso corporal e na glicemia em jejum. No entanto, não afectou o colesterol HDL nem a pressão arterial.

Mais especificamente, o glucomanano foi capaz de fazer o seguinte nestes estudos:

  • Baixar o colesterol total em 19,3 mg/dL
  • Baixar o colesterol LDL em 16 mg/dL
  • Triglicéridos inferiores em 11,1 mg/dL
  • Baixar o açúcar no sangue em jejum em 7,4 mg/dL

Como é que o glucomanano ajuda o corpo a baixar estas importantes medidas de saúde?

Sendo uma substância de fibras, este é capaz de diminuir a absorção do colesterol no intestino funcionando como uma esponja de água no tubo digestivo, o que reduz a absorção do colesterol pelo organismo. Tem então menos colesterol a flutuar no seu sangue.

5) Ajuda os diabéticos

Existem mais de 20 estudos científicos envolvendo o glucomanano e a diabetes. Uma das formas que pode ajudar os diabéticos é porque atrasa o processo natural de esvaziamento do estômago, o que leva a uma absorção mais gradual de açúcar e a níveis mais baixos de açúcar no sangue após as refeições.

Um pequeno estudo publicado na Diabetes Care (apenas 11 diabéticos hiperlipidémicos e hipertensivos tipo 2), mostrou efeitos muito positivos da fibra de konjac. Os participantes do estudo, que estavam a ser tratados convencionalmente com uma dieta pobre em gorduras e medicamentos, receberam biscoitos enriquecidos com fibra de konjac.

No final, os investigadores concluíram que a adição de fibra de konjac ao tratamento convencional pode melhorar o controlo do açúcar no sangue, o perfil lipídico do sangue, bem como a tensão arterial sistólica em doentes diabéticos de alto risco. Por sua vez, eles acreditam que a fibra de konjac pode melhorar a eficácia do tratamento convencional da diabetes tipo 2.

Outro estudo deu a 72 participantes diabéticos de tipo II alimentos com konjac durante 65 dias.

No final, concluiu-se que os alimentos konjac são muito úteis na prevenção e tratamento da hiperglicemia. A hiperglicemia ou o açúcar elevado no sangue afecta normalmente os diabéticos. É uma condição em que uma quantidade excessiva de glicose (açúcar) circula no sangue.

Em sumário, tomar glucomanano pode ajudar a reduzir o colesterol, os níveis de açúcar no sangue e a pressão arterial em pessoas com diabetes, razão pela qual deve fazer parte de um plano de dieta saudável para diabéticos.

Factos nutricionais do glucomanano

Diz-se que o glucomanano seco pode absorver até 50 vezes o seu peso em água.

Quimicamente falando, o glucomanano é uma fibra composta de manose e glucose. Tem mais viscosidade e peso molecular do que qualquer outra fibra dietética.

Quando se coloca o glucomanano na água, incha tremendamente e transforma-se num gel, semelhante ao pó de casca de psílio. Certas bactérias da flora intestinal como Aerobacter mannaolyticus, Clostridium butyricum e Clostridium beijerinckii são capazes de ajudar a decompor o glucomanano em dissacarídeos e eventualmente em glicose e manose.

O cormo seco da planta konjac contém cerca de 40% de goma de glucomanano. O konjac é muito pobre em calorias, mas muito rico em fibras.

Uma porção típica do pó é uma colher de chá a meio cheia (duas gramas), que contém cerca de cinco calorias e 2,5 gramas de fibra. Esta quantidade de fibra é aproximadamente 10 por cento das suas necessidades diárias de fibra.

Em modo de suplemento, um valor bastante comum nos melhores produtos no mercado é de 500 mg de glucomanano por cápsula e normalmente pode encontrar estes facilmente com uma pesquisa por “glucomanano 500 mg”.

A dose recomendada nestes suplementos é de 3000 mg de glucomanano ao dia, que obtêm ao tomar 2 cápsulas (1000 mg), 3 vezes ao dia, idealmente antes do pequeno-almoço, almoço e jantar.

História e factos interessantes

Konjac é também conhecido como konjak, konjaku, batata konnyaku, língua do diabo, lírio voodoo, palma de cobra ou inhame de elefante. É cultivado em muitos países asiáticos, incluindo a China, Coreia, Taiwan e Japão, bem como no sudeste asiático.

A planta de konjac é altamente valorizada pelos seus grandes rebentos de amido (mais comummente referidos como raízes de konjac), utilizados para criar farinha e geleia de konjac.

Os cormos são caules de plantas subterrâneas inchados que servem como órgãos de armazenamento utilizados por algumas plantas para sobreviver o Inverno ou outras condições adversas, tais como a seca e o calor do Verão.

O pó de konjac é utilizado como um substituto da gelatina e como ingrediente em produtos de marisco alternativos para veganos.

O glucomanano de konjac foi utilizado e estudado pela primeira vez pelos chineses quando as suas propriedades medicinais foram descritas pela primeira vez na Shen Nong Materia Medica durante a Dinastia Han Ocidental (206 A.C. a 8 A.D.).

O Glucomanano é normalmente utilizado em alimentos, bebidas e cosméticos pelas suas propriedades gelificantes. Ultimamente, também existem esponjas feitas com konjac que estão a ganhar popularidade como um acessório de cuidado da pele nos Estados Unidos. São suaves e especialmente óptimas para peles sensíveis.

Efeitos secundários do glucomanano

O glucomanano em pó e em cápsulas, quando usado nas quantidades recomendadas (escolha um suplemento de glucomanano 500 mg com um máximo de 3000 mg de dose diária – 6 cápsulas) é seguro para a maioria dos adultos saudáveis tomarem durante um período máximo de quatro meses. Apenas poderá ter efeitos secundários menores como diarreia, flatulência e inchaço.

Importante: Evite por completo produtos glucomanano em forma de gomas. No passado existiram situações perigosas devido a gomas contendo konjac que causaram asfixia. Alguns consumidores não deram tempo suficiente ao doce de konjac para se decompor na boca e engoliram-nos inteiros, o que pode ser muito perigoso, uma vez que estes podem ser quase impossíveis de desalojar se ficarem presos no tubo respiratório.

Tendo isto em conta, não tome glucomanano em pó ou comprimidos se tiver história de dificuldades de estreitamento ou de deglutição do esófago.

NUNCA tome produtos à base de glucomanano sem água. É possível engasgar-se se o tentar engolir a seco. Basta pensar num balão a explodir na boca e na garganta, e compreenderá o perigo. Tome glucomanano SEMPRE com muita água.

Um dos benefícios para a saúde do konjac é também um dos efeitos secundários comuns do glucomanano – a sua capacidade de baixar o açúcar no sangue.

Se tiver diabetes e tomar glucomanano, deve controlar de perto o seu açúcar no sangue, uma vez que pode baixar os níveis de açúcar no sangue. Se estiver a tomá-lo juntamente com um medicamento para baixar o açúcar no sangue, pode fazer com que o açúcar no sangue desça demasiado. Fale com o seu médico para ver se a dose do seu medicamento para a diabetes pode precisar de ser alterada para ter em conta o glucomanano.

Também devido aos efeitos do açúcar no sangue, pare de o utilizar pelo menos duas semanas antes de qualquer cirurgia.

Se estiver grávida ou a amamentar, é melhor evitar os produtos glucomananos, uma vez que a segurança de os tomar nestas condições ainda não é clara. Se tiver alguma condição médica ou já estiver a tomar medicação, consulte um médico antes de tomar glucomanano.

Naturalmente, mantenha sempre fora do alcance das crianças.

Pensamentos finais sobre glucomanano

A razão número 1 pela qual as pessoas estão interessadas no glucomanano é pela sua potencial capacidade de perder quilos indesejados.

A ciência mostra que pode ser capaz de ajudar na perda de peso, mas, como sempre, não existe realmente um comprimido mágico de perda de peso. É necessário seguir um estilo de vida saudável, incluindo uma dieta alimentar completa e exercício físico regular, para que qualquer elemento adicional ajude a perder peso. Glucomanano tomado de forma segura e apropriada pode ajudar nos seus esforços.

Mesmo que não tenha interesse em perder peso, o konjac em pó é um prebiótico que pode melhorar significativamente os problemas de prisão de ventre, o que é excelente para a desintoxicação e a saúde em geral. Também pode ajudar a melhorar o colesterol elevado e a gestão do açúcar no sangue.

Onde comprar glucomanano em Portugal?

Como disse acima, este produto já está disponível em várias lojas em Portugal: na MyProtein, na Prozis, no Celeiro e por vezes até mesmo nos maiores supermercados Auchan, Continente ou Pingo Doce se o seu local tiver uma área dedicada a produtos saudáveis.

A diferença entre as marcas disponíveis nestas lojas não é grande. É só mesmo importante ter em conta as quantidades para o melhor resultado sem efeitos secundários. Opte sempre por um produto com 500 mg por cápsula, num máximo de 6 cápsulas por dia (3000 mg). Certos produtos colocam no rótulo Glucomanano 500 mg e outros Glucomanano 3000 mg, mas são exatamente o mesmo, apenas descrevendo a quantidade por cápsula ou por dosagem diária.

Se estiver a olhar para um produto com mais ou menos que esse quantidade (tanto por cápsula como total), evite, tanto por causa da falta de resultados como pelos potenciais riscos.

Aqui ficam as nossas recomendações dos melhores suplementos de glucomanano no mercado:

MyProtein Glucomanano

Myprotein glucomanano
  • 90 cápsulas
  • 500 mg por cápsula
  • 6 cápsulas por dia (3000 mg)
  • 15 dias de dosagem por frasco

Prozis Glucomanano

Prozis glucomanano
  • 120 cápsulas
  • 500 mg por cápsula
  • 6 cápsulas por dia (3000 mg)
  • 20 dias de dosagem por frasco
Emilia
Olá! O meu nome é Emilia. Sou a fundadora do Guia da Saúde e a pessoa responsável por colocar no website os artigos de informação criados pela nossa fantástica equipa de médicos, nutricionistas, fisioterapeutas e personal trainers. Em conjunto, temos largos anos de experiência que pomos em prática para lhe disponibilizar as melhoras dicas possíveis nos mais diversos tópicos de saúde.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Segue-nos nas redes sociais:

4,045FãsCurtir
47SeguidoresSeguir