Sintomas do Coronavírus (COVID-19)

Os coronavírus são uma família diversa de vírus que podem infetar humanos e animais.

Vários tipos de coronavírus causam doenças respiratórias ligeiras em humanos. Outros, como SARS-CoV e MERS-CoV , podem causar doenças respiratórias mais graves.

No final de 2019, um novo coronavírus chamado SARS-CoV-2 surgiu na China. Desde então, este vírus espalhou-se um pouco por todo o mundo. Uma infeção com SARS-CoV-2 causa uma doença respiratória chamada COVID-19 .

A COVID-19 pode ter complicações potencialmente graves, como dificuldade para respirar e pneumonia. Por isso, é importante ser capaz de reconhecer os sinais e sintomas da COVID-19 e como eles diferem de outras doenças.

Continue lendo para saber mais sobre os sintomas da COVID-19, como eles diferem de outras doenças respiratórias e o que deve fazer se achar que adoeceu.

Quais são os sintomas da COVID-19?

De acordo com os Serviço Nacional de Saúde (SNS), o período de contágio (tempo decorrido entre a exposição ao vírus e o aparecimento de sintomas) é atualmente considerado de 14 dias.

Nem todas as pessoas com COVID-19 se sentirão mal. É possível ter o vírus e não desenvolver sintomas (pessoas assintomáticas). Quando há sintomas, eles são geralmente ligeiros e desenvolvem-se lentamente.

Os sintomas mais comuns são:

  • Febre (temperatura ≥ 38.0ºC)
  • Tosse
  • Falta de ar

Algumas pessoas com COVID-19 às vezes podem apresentar sintomas adicionais, como:

  • Corrimento nasal
  • Dor de garganta
  • Dor de cabeça
  • Dores musculares
  • Diarréia
  • Calafrios
  • Fadiga
  • Perda de cheiro e sabor

Algumas observações sugerem que os sintomas respiratórios podem piorar na segunda semana de doença. Isso parece ocorrer depois de cerca de 8 dias.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 1 em 5 pessoas com COVID-19 ficam gravemente doentes. Esses indivíduos podem desenvolver uma pneumonia grave ou uma insuficiência respiratória, e podem necessitar de oxigênio ou ventilação mecânica.

Como os sintomas da COVID-19 diferem dos sintomas de uma constipação?

Os coronavírus são, na verdade, um dos muitos tipos de vírus que podem causar uma constipação (resfriado). Na verdade, estima-se que quatro tipos de coronavírus humanos são responsáveis ​​por 10 a 30 por cento das infeções no trato respiratório superior em adultos.

Alguns sintomas de uma constipação (resfriado) são:

  • Corrimento nasal
  • Tosse
  • Dor de garganta
  • Dor de cabeça
  • Dores musculares

Como pode saber se está com uma constipação ou com a COVID-19? Considere seus sintomas. Dor de garganta e corrimento nasal são normalmente os primeiros sinais de uma constipação. Esses sintomas são menos comuns com a COVID-19.

Além disso, a febre não é tão comum numa constipação.

Como os sintomas da COVID-19 diferem dos sintomas da gripe?

Deve ter ouvido a COVID-19 ser comparado à gripe, uma doença respiratória mais comum. Como pode saber a diferença entre os sintomas dessas duas infeções?

Em primeiro lugar, os sintomas da gripe aparecem mais rapidamente (em média 2 dias, mas pode variar entre 1 e 5 dias), enquanto os sintomas da COVID-19 desenvolvem-se mais lentamente.

Os sintomas comuns da gripe incluem:

  • Febre
  • Calafrios
  • Tosse
  • Fadiga
  • Corrimento nasal
  • Dor de garganta
  • Dor de cabeça
  • Dores musculares
  • Vômito ou diarreia

Como pode ver, há muita sobreposição de sintomas entre a COVID-19 e a gripe. No entanto, é importante observar que muitos sintomas comuns da gripe são observados com menos frequência nos casos de COVID-19.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) também identifica as seguintes diferenças entre os dois:

  • A gripe tem um período de incubação mais curto do que a COVID-19.
  • A transmissão de vírus antes dos sintomas estarem presentes acontece em muitas infeções de gripe, mas não parece desempenhar um papel tão importante para a COVID-19.
  • A percentagem de pessoas que desenvolvem sintomas ou complicações graves parece maior para a COVID-19 do que para gripe.
  • A COVID-19 parece afetar crianças com menos frequência do que a gripe.
  • Atualmente, não há vacina ou antivirais disponíveis para a COVID-19 em Portugal. No entanto, há vacinas disponíveis para a gripe.

Como os sintomas da COVID-19 diferem dos sintomas da rinite alérgica?

A rinite alérgica, também chamada de febre do feno, é outra condição que pode causar sintomas respiratórios. Isso ocorre devido à exposição a alérgenos como:

  • Pólen
  • Pó da casa
  • Fungos
  • Poeira
  • Pelo de animais

Os sintomas da rinite alérgica incluem:

  • Corrimento nasal
  • Tosse
  • Espirros
  • Comichão nos olhos, nariz ou garganta
  • Pálpebras inchadas

Um dos sintomas característicos da rinite alérgica é a comichão, que não é observada na COVID-19. Além disso, a rinite alérgica não está associada a sintomas como febre ou falta de ar.

O que deve fazer se tiver sintomas de COVID-19?

Se acha que tem sintomas de COVID-19 (tosse, dificuldade respiratória ou febre) deve contactar o SNS 24808 24 24 24. Ao ligar para o SNS 24 terá várias opções e deve escolher a que mais se adequa ao seu caso:

OpçãoMensagem
0Se não tem qualquer sintoma, mas tem um teste positivo à COVID -19 ou esteve em contacto próximo com uma pessoa com teste positivo, marque 0*
1Se tem febre ou tosse, marque 1
2Se apresentar outros sintomas sem ser febre ou tosse, marque 2
3Se pretende esclarecimentos sobre COVID-19, marque 3
4Se pretende aconselhamento psicológico, marque 4
5Para informações sobre subsídio de doença ou assistência à família contacte o centro de contacto da Segurança Social, através do 300 502 502. Para assuntos administrativos e informativos marque 5
9“For english press 9” (atendimento clínico em inglês)

*Nesta opção é recolhido o número de utente para que seja possível transferir a informação para o médico da unidade de saúde e respetivo delegado de saúde. Estes farão o acompanhamento da situação clínica e só em caso de necessidade/avaliação médica contactam o utente.

Após estas opções, um funcionário do SNS24 irá dar-lhe indicações sobre o fazer, especialmente caso acompanhamento médico seja necessário ou para marcação de um teste para confirmação de que se trata de um caso de COVID-19 e assim ajudar a controlar as cadeias de transmissão.

Emilia
Olá! O meu nome é Emilia. Sou a fundadora do Guia da Saúde e a pessoa responsável por colocar no website os artigos de informação criados pela nossa fantástica equipa de médicos, nutricionistas, fisioterapeutas e personal trainers. Em conjunto, temos largos anos de experiência que pomos em prática para lhe disponibilizar as melhoras dicas possíveis nos mais diversos tópicos de saúde.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Segue-nos nas redes sociais:

4,045FãsCurtir
47SeguidoresSeguir